segunda-feira, 16 de março de 2009

Deitados numa banheira de gelo

Foto de Nancy Stockdale

Houve uma época na minha vida (ano de 2008) em que eu me deparei com vontade de ir a um bar ver alguma banda ao vivo e tomar algumas cervejas e pensei "não tem ninguem que eu queira ou que sirva pra ir comigo".

Sou estremamente exigente com as minhas amizades! Fiquei um ano sem sair sequer para ir a um buteco na esquina, nem eu sei como consegui tal proesa, só sei que nunca mais faço isso. A culpa era de um vegetal a qual fiquei presa até o meio do ano passado.

Para resolver esse problema eu criei dois grupos no meu msn e adicionei umas cem pessoas. Como faltavam alguns dias para a festa do meu aniversário e ninguem dos meus amigos estavam afim de ir eu convidei meus amigos internautas... A festa lotou de gente que nunca tinha me visto pessoalmente e foi até engraçado, pois os convidados não sabiam que tinham tanta coisa em comum.

O ponto é: às vezes se está só e suas amizades não tem quase nada em comum com você e alguem totalmente aleatótio perdido na terra de ninguem que é a internet lhe completa mais do que os outros que moram ao lado da sua casa, que te vêem todos os dias no trabalho, na faculdade ou num curso e não compartilham da mesma filosofia de vida e nem dos mesmos interesses.

Um dos exemplos que encontrei é o Wagner Nunes que é um fantástico Programador e que teve os mesmos problemas familiares que os meus. Através dele conheci o Fred Heitmann que é um Estatístico do Itaú e é outra pessoa maravilhosa. O que eu mais gosto neles é a perspectiva de vida que eles tem. O Engenheiro da Computação Eduardo Zimerer que tem um humor negro pior do que o meu e é estremamente engraçado é uma pessoa que não largo por nada assim como o desenhista Felipe Jaça que além de engraçado também tem paciência pra me aturar quando estou de TPM.

Conheci inúmeros músicos e o mais importante deles é o meu namorado Rodrigo Marini que é Programador e guitarrista da banda Chakra. Aliás, esse merece uma consideração especial, nunca imaginei que fosse me apaixonar tanto por uma pessoa que nunca vi. O conheço a seis meses e já viajamos três vezes. Tudo é estremamente intenso e impressionante, não sei o que teria feito todos esses meses se não o tivesse conhecido.

A rede proporciona incontáveis possibilidades e oportunidades. Não me faltam mais amigos para fazer qualquer programa, desde de um show de rock até uma luta de Muay Tai. Óbviu que tem que se tomar um certo cuidado para não parar numa banheira de gelo, por que nunca se sabe se você está conversando com seu próximo melhor amigo ou com algum traficante de orgãos. No meu julgamento não custa nada tentar!

8 comentários:

driguchakra disse...

Os 6 meses mais intensos e maravilhosos da minha vida!!!
A cada dia amo mais vc!!!

Just Edu it disse...

Eae De!!!!!tudo certim???
Bacana esse yogly ( blog ) aq seu, sucesso na sua vida de jornalista, cada vez mais up up!!!!

Sara disse...

é o amooooooooooooooooor....

Anderson Dias disse...

eu fico pensando comigo mesmo, aonde foi que eu conheci essa menina, pois numa manha triste, entrei no msn e vi um tal de Derla me chamando de cabeção. Gosto do que escreve

Braz disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
atomicbassap disse...

Essa Derla eu vo te conta, quando falavam de conhecer pessoas pela internet eu sempre achei q não era uma coisa muito divertida, vc nem conhece a pessoa, oq vai falar com ela??? rsrs Mas o fato é que essa menina logo na nossa primeira conversa ja me tirou bonito e me zuou como se nós nos conhececemos a muitos anos, pior q acabei pegando amizade com essa garota, e me divirto conversando com ela, pq sei q quando conversamos somos sinceros um com o outro... bjssss do seu amigo Felipe Jaça.

Heitor disse...

pois é... perto do seu texto, qualquer comentário parece só um comentário!

derla, por favor, acredite numa coisa...

eu te amo!

Heitor disse...

cade o texto dos Advogados????